COACH DO DIA: RESPEITANDO AS DIFERENÇAS.

image

Para que se entendam as diferenças, o primeiro que necessito saber é que Sou Diferente, sou único, sou um documento vivo em evolução a cada dia.  A segunda coisa que necessito saber é que ser diferente não me faz ser mais ou menos do que ninguém. Sou somente diferente. De outro lado, devo aprender que cada ser humano é diferente, o que não o faz mais ou menos que ninguém. Somente diferente.

É importante saber que aceitar e respeitar as diferenças, não necessariamente implica em que estamos concordando ou não tenhamos diferente percepção e posições. Principalmente quando estas diferenças estão relacionadas com princípios, valores, crenças, eleições individuais, condutas, posições filosóficas, políticas, religiosas, teológicas e morais.

O que devemos respeitar é o direito do outro, que por diferentes razoes tenham posições contrarias ou diferentes a nossa.  Devemos aprender confrontar nossas diferenças racionalmente, não permitindo que nossas emoções e reações ofendam a outra pessoa, contaminando nossa relação. Podemos amar o pecador e odiar o pecado.

Em minha residência como supervisor de Educação Clínica Pastoral (CPE), no Baptist Medical Center em Jacksonville, Florida, tinha sobre minha supervisão sete estudantes, todos atuando como  capelães residentes dentro do Hospital, que por lei, não podia discriminar nenhum capelão, seja por sua fé, religião ou preferência sexual. Eram sete, um Rabi, um Ímã, um sacerdote católico, uma freira, um afro-americano (negro) pentecostal, um batista tradicional e uma pastora metodista liberal gay, todos envolvidos no ministério de capelania, trabalhando com a espiritualidade de nossos pacientes. Foi parra mim, um Batista tradicional, com uma teologia e princípios bem claros, um grande desafio, ter que supervisionar, ser conselheiro e orientador pastoral de um grupo tão eclético, mantendo uma postura neutra, ou seja, sem discriminação de suas posições teológicas e valores. Minha função como supervisor, não era fazer juízo de valores relacionados com suas crenças ou teologias, mas sim supervisionar o Cuidado Pastoral que cada um desenvolvia em suas visitas, onde também por lei, tinham que respeitar as crenças, teologias, valores e princípios dos pacientes. Mas sim ajudar o paciente a usar seus próprios recursos espirituais dentro de sua própria teologia.  Foram quatro meses de convivência, onde juntos compartimos nossas experiências, nossos conflitos, crenças, mais acima de tudo o amor e respeito a nossas diferenças.

Nosso Deus não faz discriminação, é um Deus de amor e de  graça, mas também um Deus de princípios bem definidos, mas apesar de ser o Todo Poderoso, é um Deus que deu ao homem o direito de tomar suas próprias decisões. É o Deus presente na Parábola do Filho prodigo que deu a seu filho o direito de sair de casa, usar parte de sua herança, de tomar suas próprias decisões. É o Deus que apesar de nossa rebeldia, estará sempre nos esperando, para nos dar o anel de Filho.

Jesus não discriminou a mulher adultera, a mulher samaritana, a Zaqueu, ao leproso e a muitos outros que encontrou no caminho. A todos confrontou com amor, permitindo a cada um tomar sua própria decisão.

Hoje te quero desafiar a viver uma vida de respeito e sem discriminações, por pessoas que são diferentes. Nossa função é amar a nosso próximo e não julgar o fazer juízo.  Decida amar e permita que o ESPIRITO SANTO, realize a obra de transformação na vida daqueles que são, pensam e crê diferente.

“‘Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito’, diz o Senhor dos Exércitos”. (Zacarias 4:6)

Odenir Figueiredo Jr.

Capelão  e Coach

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s