COACH DO DIA: MÁSCARAS E FANTASIAS.

mascaras

Tempo de carnaval, um tempo caracterizado por máscaras e fantasias. Os blocos já estão nas rua, às escolas de sambas esquentam seus tambores, o país para por uma semana. As igrejas evangélicas fogem para seus retiros espirituais. Um mundo de ilusões, de projeções de frustrações não realizadas na vida real.

Dentro da psicanálise Freudiana o ID (o inconsciente reprimido) é liberado, o Superego (a consciência reguladora, órgão de censura que tenta impedir que o ID, quebre as normas sociais), perde o controle e o Ego (o consciente ou comportamento racional) , perde a noção do que é real, normal ou vergonhoso.

A palavra “Carnaval”, esta relacionada com a ideia de deleite dos prazeres da carne marcado pela expressão “carnis valles”, que, acabou por formar a palavra “Carnaval”, sendo que “carnis” em latim significa carne e “valles” significa prazeres. De certo modo a festa de carnaval é inofensiva e para muitos um tempo de diversão e de higiene mental dentro de um mundo cheio de estresse.

Mas a grande realidade desta festa, é que a mesma se transformou em libertinagem. Para muitos é uma carta branca para o adultério, a sensualidade apelativa, para exibição sexual, o rompimento de todas as regras morais, para o uso de drogas e bebidas alcoólicas. Como resultado temos uma quarta-feira de cinzas, caracterizada por famílias destruídas, gravidez não desejada, violação , abusos sexuais, violência e sobre tudo a depressão produzida pela volta à realidade.

As Máscaras e fantasias no carnaval são temporárias e conscientes, mas o que me preocupa são as máscaras e fantasias religiosas vividas por muitos dentro do mundo religioso. São pastores e sacerdotes travestidos de uma religiosidade enferma, hipócrita, falsa e exploradora, que manipulam vidas para proveito próprio.

São pessoas que usam sua religiosidade como anestésico, para evitar a dor da culpa do pecado. Vivem uma vida de duas caras, usam a máscara e a fantasia da santidade na igreja e em sua relação com os membros de sua congregação. São pessoas de dupla personalidade, uma moralista e exterior e outra oculta e pervertida.

São manipuladores e abusadores de suas famílias e de sua comunidade religiosa. É o que na bíblia descreve como lobos vestidos de ovelhas. São os falsos profetas de nosso século.

Meu querido leitor /a, é hora de tirarmos as máscaras e fantasias que estejam escondendo nossos pecados, é hora de tirar a máscara de um cristianismo hipócrita, de tirar a fantasia de uma santidade exterior.

São os túmulos branqueados e copos limpo apenas por fora. É hora de arrependimento, de confissão de pecados, de render-se a Graça Redentora de Cristo. É hora de transparência, de viver na dependência de Deus e saber que não poderemos impressionar a Deus com nossa máscara e fantasia de santidade.

Odenir Figueiredo Jr.
Capelão e Coach

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

w

Conectando a %s